Páginas

terça-feira, 31 de dezembro de 2013


Em 2014 brinque de ser criança. O tempo todo, todo tempo. Não ligue para plateias, seja você mesmo, seja quem você quer ser: princesa, rei, palhaço, super-herói, cavalo branco... Faça coisas que nunca fez, mas que sempre teve vontade de fazer. Não viva o "depois", o "amanhã eu faço". Viva o aqui, o agora! Aproveite cada segundo do dia, faça seus dias renderem muito, muito mais!

Em 2014, dê abraços. Não mande abraços. Abraços virtuais não tem o calor de um abraço de verdade. Dê abraços de ursos, upas bem apertados, daqueles de quebrar as costelas. Abrace sempre que tiver vontade e quem você quiser. Mostre que você se importa com as pessoas!

Em 2014 cante, ria, dance, pule. Pule bem alto! O mais alto que puderes, pois assim, quando estiveres caindo, terás a sensação de estar voando. Voe! Voe alto! Ponha seus sonhos nas alturas. Desfrute a sensação de estar livre, ria com o vento em seu cabelo, usufrua das borboletas em seu estômago e viva tudo outra vez.

Em 2014 arrisque-se. Entregue-se! Não tenha medo de falhar, de se arrepender. Arrependa-se somente do "não feito". Proporcione-se momentos únicos e inesquecíveis. Mergulhe de cabeça e abra os olhos. Veja coisas que jamais imaginou poder ver, vá a lugares que jamais pensou existir e conheça pessoas. Várias delas.

Em 201, viva! Aconteça! Não passe em branco, não seja coadjuvante e não deixe a vida passar. Tenha histórias boas para contar, histórias para dar risadas, histórias para não esquecer. Torne o ano de 2014 inesquecível. O Ano Novo, sempre vem. O FELIZ, acontece por conta sua!

Um grande ano de 2014 para todos amigos que moram no meu coração!!!

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013


Desejo a todos meus AMIGOS, um Natal repleto de Felicidades, de Amor e Paz.
Que todos nós tenhamos a consciência que o rancor, o ódio, e outros sentimentos mesquinhos a nada levam, apenas corrompem nossa alma.
Que tenhamos a Paz de Espírito para o discernimento correto de que estamos fazendo aquilo que é justo e correto para nós e nossos semelhantes.
Que tenhamos o prazer de ser útil a alguém. E que o novíssimo ano 2014, seja um ano de muitas transformações e realizações para todos, não só no campo material, mas principalmente em nossa alma, em nosso "eu" interior.
Desejo que todos tenham o que for justo, belo, sereno e louvável ao olhos do criador.
Que neste Natal os anjos desçam do céu e iluminem o seu sorriso para que ele se torne tão sincero quanto o sorriso de uma criança.
E que você transmita a paz e o amor a todos aqueles
que se aproximarem de você.
Feliz Natal e Próspero Ano Novo!!!!

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

“Quanto ao amor? O amor… não basta ter alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar muito pequeno: queremos o AMOR, todinho maiúsculo. Queremos visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar a luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de um outro jeito.

É o que dá ver tanta televisão…
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista”


sábado, 30 de novembro de 2013

“Aprendi que amores eternos podem acabar em uma noite, que grandes amigos podem se tornar grandes inimigos, que o amor sozinho não tem a força que imaginei. Que ouvir os outros é o melhor remédio e o pior veneno, que a gente nunca conhece uma pessoa de verdade, afinal, gastamos uma vida inteira para conhecer a nós mesmos. Que os poucos amigos que te apoiam na queda, são muito mais fortes do que os muitos que te empurram. Que o “nunca mais” nunca se cumpre, que o “para sempre” sempre acaba, que minha família com suas mil diferenças, está sempre aqui quando eu preciso. Que ainda não inventaram nada melhor do que colo de mãe desde que o mundo é mundo, que vou sempre me surpreender, seja com os outros ou comigo. Que vou cair e levantar milhões de vezes, e ainda não vou ter aprendido tudo.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Ninguém a vê deitada em sua cama, a procura de seus pedaços perdidos. As lágrimas em seu rosto deveriam ter um motivo, do qual, ela já não sabe qual é. O problema dela é o fingimento… Ninguém nunca sabe o que acontece com aquele poço sentimentalista, que na visão de desconhecidos, é só mais uma alma sem fundidade alguma. Ninguém nunca vê sua tristeza, ela a pinta para não aparecer, mas na verdade, ela sempre está lá. Não a um dia que suas lágrimas não venham fazer companhia, ela se tornou sua amiga já… Só ela sente. Só ela vê Estava a procura de alguma pessoa para ajudá-la, mas ninguém a ouve, ninguém a entende… Cansada de ser trocada, de perder pessoas, de se afastar delas. Ela só queria algo concreto, algo que ela podia recorrer quando sentia aquela dor, mas quem? Ela não tem. Ás vezes sua cama é que a colhe, a que a abraça, a que a escuta. Seus soluços já viraram o tema musical daquele quarto… Ela precisa de algo que ela desconhece. Ela foi quebrada, mas seus pedaços estão distantes… Tão distantes.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013


E finalmente eu olhei para meu lado direito e não vi ninguém que poderia me fazer mal naquela noite. Voltei para meu lado esquerdo, no desespero que estivesse ali e notei que sempre havia um novo caminho para seguir. E sorrir. Sorri como quem espera que um sorriso cure tudo, afaste todo o mal, faça uma manhã mais feliz, uma tarde menos vazia, uma noite menos dolorosa.

E finalmente eu lacei a minha sorte com corda forte e laço frouxo, sem prender demais, para ela querer ficar aqui para sempre…

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Bem vindo Outubro


Seja bem vindo, Outubro!
Setembro me deu alegrias,
Setembro me ajudou,
Setembro foi meu amigo,
Setembro muito me ensinou.
Agora peço que você, Outubro, faça o mesmo.
Me ensine demais,
Me ajude a evitar erros,
Me mostre que sou capaz.
Quero que meu melhor amigo vire meu amor,
Que meu amor não deixe de ser melhor amigo,
Quero que ele me ame intensamente,
E que fique somente comigo.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Eu queria que você tivesse ficado. Eu queria que você tivesse precisado de mim da mesma forma que eu precisava de ti. Queria que você também sorrisse ao lembrar da minha risada engraçada. Queria que você tivesse calado a minha boca com o teu sorriso, todas as vezes que a raiva tornou a dominar-me. Eu queria que tu tivesse me impedido de ir. Queria que tu me esperasse pelo menos pela metade do tempo que eu cheguei a te esperar. Queria que as tuas palavras tivessem sido verdadeiras e que a minha voz rouca de sono fosse a tua favorita. Queria que tu talvez tivesse chorado e lamentado-se por pelo menos um terço do que nós deixamos perder no tempo. Eu queria que tu fizesse um pouco de esforço, o mínimo que fosse, para me ter de volta. Eu queria que tu não deixasse as coisas como estão, tu sabes que não sou mais tão forte e nem tão grande como um dia fui. Sabes que não caibo mais nos espaços que cabia antes, sabes que não sou mais só sorrisos e que a minha inocência perdeu-se no meio da tua malicia. Eu só queria que tu segurasse a minha mão e me ajudasse a reunir os pedaços do nosso quebra-cabeça. Eu só queria que tu tivesse um pouco mais de vontade de lutar por mim. Eu só queria que tu não fosses aquele que foi embora.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

” Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros, quero parar de me doar e começar a receber. Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre vírgulas, aspas, reticências. Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros têm para me dar."

quarta-feira, 11 de setembro de 2013


De um jeito ou de outro, sigo bem. Com cabeça erguida, peito estufado e sempre adiante, porque a vida não pára. Levo comigo algumas feridas, decepções, traumas, muito aprendizado, amadurecimento e várias lições de moral. Sigo confiante para a próxima, porque sim, terão vários outros momentos ruins. E em alguns deles eu vou pensar que não dá mais pra aguentar, mas eu sei que sempre vou me erguer novamente e prosseguir, como tenho feito há muito tempo. O negócio é não duvidar do quão forte eu sou e do quanto posso suportar.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

"Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita."

domingo, 1 de setembro de 2013

Setembro


Seja bem-vindo SETEMBRO!
Traga flores,novos ventos,novos acontecimentos.
Venha leve como uma pluma e me faça forte pra encarar os percalços que esbarram no meu cotidiano.
Sinto cheiro de coisas boas,sinto gosto de esperar,sinto meu coração bater esperança,sinto meus olhos brilhando,sinto o toque do mês da primavera.

sábado, 24 de agosto de 2013

"Não quero uma história de cinema, onde existe esse tal de casal perfeito. Eu não quero uma felicidade de mentira só pra mostrar status. Eu quero mãos dadas, cafuné e colo. Quero viagens, loucuras e parceria. Quero coração batendo forte, e falta do que falar. Quero amor, quero amar. Quero um eu, com você. Quero eu e você formando esse tal de nós. Quero tudo o que você quiser me dar. Mas eu só quero com você.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013


Dizem que a gente tem o que precisa não o que a gente quer, tudo bem eu não preciso de muito. Eu não quero muito, eu quero mais. Mais paz, mais saúde, mais dinheiro, mais poesia, mais verdade, mais harmonia, mais noites bem dormidas, mais noites em claro. Mais eu. Mais você. Mais sorrisos, beijos e aquela rima grudada na boca, Eu quero nós, mais nós, Grudados. Enrolados. Amarrados. Jogados no tapete da sala. Nós que não atam nem desatam. Eu quero pouco e quero mais. Quero você. Quero eu. Quero domingos de manhã. Quero cama desarrumada, lençol, café e travesseiro. Quero seu beijo. Quero seu cheiro. Quero aquele olhar que não cansa, o desejo que escorre pela boca e o minuto no segundo seguinte: nada é muito quando é demais.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

"Mas eu sou tradicional. Sou convencional, apesar de não ser normal. Se eu me corto, eu sangro. Se bato o dedo no pé da mesa, dói.

Sou uma pessoa comum. Acredito no até que a morte nos separe e também no eterno enquanto dure. Acredito que, se eu sou capaz de ser fiel, alguém mais pode ser. Acredito que eu não sou uma laranja, mas preciso da minha outra metade pra me sentir inteira.

Valorizo as pequenas atitudes, assim como condeno pequenas mancadas. Sou rancorosa, guardo por anos uma coisa que me magoou de verdade. Sei perdoar. Passo por cima dos erros pra ficar junto das pessoas que eu gosto. Tenho meus limites. O primeiro deles é meu amor-próprio.

Perdoo uma vez, porque errar é humano. Perdoo duas porque o ser humano é estúpido às vezes. Mas não posso viver perdoando porque isso seria incompetência minha.”

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Eu nunca te pedi pra mudar, não por mim. Se um dia tivesse que mudar, teria que ser por você, acima de qualquer coisa. Eu queria apenas um pouco mais de atenção, e quem sabe, um pouco mais de carinho. Eu sei é o teu jeito. Mas saiba que me irrita, quem se esconde atrás dessa fala. Dizem que quando se gosta de algo ou alguém, a gente cuida, protege, quer estar perto, fazer parte da vida. Mas esse não foi o nosso caso. Eu aqui, trocando prioridades, te dando atenção e carinho, a ponto de fazer com que meus amigos sentissem ciúmes de ti. E você ai, no seu mundo. Dizendo que esse é o teu jeito. Dizendo que cuida e gosta da sua maneira.

Curtam curtam curtam

Olá gostaria de convidar a todos que gostam de artesanato a curtir minha página, lá você pode ver meu trabalhos e se tiver interesse fazer sua encomenda.

https://www.facebook.com/BrincandoDeFazerArts

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Agosto


Que AGOSTO venha com bons ventos... 
Que me traga sorte e amor... 
Que não me deixe sofrer, por favor... 





sábado, 27 de julho de 2013


"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim."

quinta-feira, 25 de julho de 2013

E você ainda se lembra de todos os momentos, não é? Você ainda se lembra das risadas. Você ainda se lembra das brincadeiras. Você ainda se lembra de cada palavra dita, em cada segundo. Você sonha com a volta dele. Você sonha todos os dias com ele. Você faz de tudo para ele voltar. Só que ele não volta. E pode nunca mais voltar. Você passa por ele na rua, e todo aquele passado volta em sua cabeça. O tempo passa… Você conhece outras pessoas. Você acha que se apaixonou por outra pessoa… Mas quando está olhando para o nada, é nele que você está pensando. Quando você fala qualquer coisa, você se lembra dele. Quando você pensa em qualquer coisa, você pensa nele. Quando você pensa que tudo acabou, todo aquele sentimento volta. E ele volta com tudo. Te deixa nas nuvens. Te deixa com aquele sorriso bobo, enquanto está pensando… nele. Se lembra das conversas de vocês dois? Se lembra como você ria em todas elas? Se lembra dos abraços? Se lembra dos olhares? Se lembra dos sorrisos? Isso pode não voltar. Isso pode ter ido embora pra sempre.
Você pode lutar para isso voltar. Mas essa sua luta pode não funcionar. Ah… se não funcionar? Pelo menos diga que tentou. Diga que fez de tudo. Mas você tem que ter feito algo.
Vai doer se não funcionar? Vai machucar? Você vai chorar? Sim, isso tudo vai acontecer. Mas já está acontecendo a mesma coisa, não está? Você está aí agora, sentindo falta dele. Mas e se funcionar? Já parou para pensar? E agora… quer tentar fazer ele voltar, ou não? Não se esqueça: A escolha, é sua. Só sua.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

“Sabe quando você imagina ter encontrado algo que faça sua vida valer a pena? Eu me sinto assim nos últimos dias. O problema é a numerosa lista de coisas indo contra as minhas vontades, embora eu saiba que o mundo não é um mar de rosas. Só que, quando você cria um propósito, espera pelo menos ter a chance de colocá-lo em prática. Não estou reclamando diretamente da vida por não me abrir os braços e me dar todo o conforto, pois sei que o que vem fácil também vai ir embora fácil. Mas a espera me deixa ansiosa e até receosa de certos acontecimentos. Realmente quero entender o que se passa a minha volta com as pessoas que eu julgo serem importantes pra mim. Encontrar um amor que valha a pena compartilhar cada segredo, desde a infantilidade até a safadeza. O meu propósito, entretanto, gira em torno de me por para frente. Seguir o rumo, vida nova e escolhas novas. Não é fácil se livrar de velhos hábitos e erros, mas eu devo conseguir. Se parar para notar os pequenos detalhes da vida, a gente percebe que a vida não é difícil. Nós complicamos, nós destruímos e nós desistimos. E o meu real medo é que, embora tenha percebido isso depois de muito tempo, não consiga me livrar desse velho hábito idiota de errar e desistir. Eu realmente quero seguir em frente, mesmo que tudo desmorone sobre meu caminho e construa muros. Porque o sentimento de ter encontrado algo que valha a pena nessa vida não se vê em qualquer esquina ou bar. Não posso deixar meus sonhos e vontades irem por água abaixo por ser humana e assim, ser fadada a desistir e complicar tudo no final.”

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Julho, seja bem-vindo


Que julho me traga todos os sorrisos que junho me roubou.Que venha com bons ventos que me traga sorte e amor,que não me deixe sofrer por favor.Que esse mês tudo dê certo!!!

quinta-feira, 27 de junho de 2013


E ficamos nesse vai e não volta, nessa indecisão de uma certeza, na negação de uma vontade. Eu te amo e você me ama, mas o nosso amor não é o suficiente para nos unir. Precisamos de algo que ainda não temos, e talvez nunca venhamos a ter. Preciso ser minha antes de ser sua, e você precisa ser seu antes de ser meu. Mas você é da menina que conheceu na balada qualquer da vida, e eu sou do cara que conheci e senti atração. Somos tão diferentes, mas tão completos quando estamos um ao lado do outro. Poderíamos ser tão felizes, poderíamos ser tão amor… Mas simplesmente hoje somos apenas dor.

terça-feira, 25 de junho de 2013


"A gente esquece sim, mas demora um tempinho pra isso. Tudo bem, acontece. Nem sempre as expectativas são correspondidas, na verdade pessoas foram feitas para quebrar promessas. Por bem, por mal. Sem intenções ou só por diversão. Todo mundo, todo mundo mesmo já disse alguma coisa que não pôde cumprir. “Eu nunca mais vou ligar”, ou “nunca mais vou responder suas mensagens”. No fim de tudo a gente mesmo acaba se contradizendo, e quebrando as promessas que nós mesmos fazemos."

segunda-feira, 17 de junho de 2013


Noah: Você poderia apenas ficar comigo?
Allie: Ficar com você? Pra quê? Olhe pra nós, já estamos brigando!
Noah: Mas isso é o que nós fazemos! Nós brigamos! Você diz que eu estou sendo um arrogante filho da puta, e eu te digo que você está sendo um pé no saco… o que você é, 99% do tempo. Eu não tenho medo de ferir seus sentimentos, porque depois de dois segundos, você voltará a ser um pé no saco.
Allie: Então o que?
Noah: Então não será fácil, será muito difícil. E nós teremos que trabalhar nisso todos os dias, mas eu quero isso, por que eu quero você.

Diário de uma Paixão

quinta-feira, 13 de junho de 2013

“Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo… Isto é carência! Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar… Isto é saudade! Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos… Isto é equilíbrio! Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida… Isto é um princípio da natureza! Solidão não é um vazio de gente ao nosso lado… Isto é circunstância! Solidão é muito mais do que isto! Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma!”

terça-feira, 11 de junho de 2013

Me avisa??


Quando não houver mais saída, quando a chama de ciúme não acender, quando não houver desejo, quando o olhar não mais brilhar, quando o sorriso for forçado, quando o coração parar de bater como batia antes, quando não houver fogo, quando não houver solução, quando a minha felicidade não te completar, quando não sobrar um talvez, quando o sorriso não mais acender, quando seus lábios não mais me necessitarem, quando não houver esperança, quando não restar ilusão… Promete que me avisa? Me conta? Me procura? Me fala? Me diz? Me avisa. Quando as lagrimas chegarem, quando a vontade estiver acabada, quando não restar mais um porquê, quando o sorriso partir, quando o amor não for mais sincero, quando a felicidade se esconder. Me avisa. Prometo que vou partir.

sábado, 8 de junho de 2013


Agora, a noite, eu costumo dirigir para longe… Para longe das lembranças, para longe das promessas… Porque nada do que me foi dito era real… E eu criei dentro de mim expectativas demais, sonhos demais, ilusões demais…E vi a realidade tomar conta dos meus devaneios com uma velocidade inacreditável, na verdade, quando me dei por conta, as cores já haviam ido e eu estava oca novamente… O problema disso é que abala minha fé, eu deixo de crer que coisas boas acontecem a pessoas boas e corro para longe…

O amor é algo inventado, são suas expectativas de preenchimento sentimental transferidas para outras pessoas… Ninguém jamais vai te preencher, ninguém jamais ocupara esse espaço no teu peito… E se ocupar será temporário e a cada partida, a cada vez que você dirigir para longe, o buraco parecerá maior, e a vontade de voltar menor…

AC

domingo, 2 de junho de 2013


Lembranças são como agulhas, podem ser pequenas mas são pontiagudas.Machucam, perfuram, espetam e torturam.É viver perseguido por tudo aquilo que está fora de alcance. É angustiante não poder bani-las. Lembranças são percursoras de lágrimas. São pedaços da sua vida que não irão se repetir indo e vindo cada vez mais fortes só para te mostrar o quão inútil é querer esquecê-los.

sábado, 1 de junho de 2013


"Que JUNHO venha com bons ventos, que nos traga sorte, paz e amor, que não nos deixe desanimar e sofrer, por favor.
Que leve embora todas as tristezas e decepções... E só por um mês, faça tudo dar certo, depois veremos o que fazer em JULHO!!"

terça-feira, 28 de maio de 2013


“… E você mentiu em dizer que cumpre promessas. Porque você está se esquecendo da principal, você me disse que jamais iria me deixar sozinha, e é exatamente isso que você está fazendo.
Você sabe que sou de lua, que vou te chamar de idiota, que vamos brigar o tempo inteiro, que vamos sempre discordar em tudo, que eu vou te mandar embora trinta vezes ao mês. Que eu vou embora quase sempre. Mas você sabe que eu sempre volto pra você. Eu sempre volto.”

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Isso me fez lembrar do Wagner, hoje nem amigos somos mais, apenas dois desconhecidos. :(

"Sim, lembro de quando a gente começo a se falar de verdade, quem diria né, de lá pra cá mudo tanta coisas, os amores, as razoes, os sentimentos. Mas não era pra ter acontecido isso, era simplesmente para sermos bons amigos e parece que nem isso a gente é mais. Queria ter feito TUDO diferente, sim, iria ser pior para mim, mas pelo o menos você estaria melhor, e na boa, pra mim isso que importa. Mas como não da para voltar no tempo só fico com pequenas cenas na minha memoria. Lembro de cada “briga” nossa, de cada piti, de cada sms, de cada abraço, daquela viagem, de cada aranhão, daquelas musicas, de cada segundo do seu lado. Tá, não deu certo, não era para dar, não era a hora certa, e não, não é culpa sua, e minha também não, porque você lembra? era só para ser amizade, então, que tal recomeçarmos e salva o pouco que nos restou?"
"Eu nunca vou conseguir falar de você. Para ninguém, ninguém. Eu posso até dizer umas coisinhas aqui, outras ali, posso até dizer que você é lindo, me faz um bem danado, etc. Mas dizer sobre você, sobre quem você é pra mim… nunca. Porque eu tenho essa coisa estúpida de não conseguir falar quando fico nervosa. E aparecer uma enxurrada de lágrimas na minha visão. E parecer que existe uma bola de pelo na minha garganta. Fica tudo uma merda. E eu nunca vou conseguir falar de você por causa disso. Porque eu fico nervosa, choro, sinto saudade, paixão acumulada, desejo, instinto de proteção, carinho, ciúme e amor. Isso tudo só de pronunciar as sílabas do seu nome."

quinta-feira, 16 de maio de 2013


"Eu vou ignorar você em alguns momentos, e logo depois vou te procurar como se a distância me arrancasse os pulmões. Vou fingir que minha loucura não é o que nos afasta, e que você não gosta disso. Eu vou cansar, xingar você, mas depois vou querer um pouco do teu colo. Meus ciumes irão te chatear ou aumentar o teu ego, você só precisa aprender a não intiga-los, e então seremos felizes. Não sempre, claro, mas até o próximo surto, me curta. Aproveita meus momentos de puro dengo e me escuta dizer baixinho, sussurrando, que é de você que eu gosto. Mas depois me deixa te bater, porque eu vou fingir que me zango para te ver preocupado em me acalmar. Pede desculpa, vai, espera que vou me desculpar. Se eu der beijinho sara? Me ensina um jeito bom de amar."

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Todo mundo diz que o amor dói, mas isso não é verdade. A solidão dói. Rejeição dói. Perder alguém dói. Inveja dói. Não ter alguém que te ama dói. O amor é uma coisa confusa, mas na realidade o amor é a única coisa neste mundo que acaba com toda a dor e faz alguém se sentir bem novamente. O amor é a única coisa neste mundo que não faz mal.

domingo, 28 de abril de 2013


"Só agora percebo o quanto eu fui idiota tentando te afastar. Só agora eu me dei conta do quanto você é importante pra mim. E me arrependo do tempo que gastei tentando te afastar de mim. Peço-te desculpas, mas na hora, me pareceu o certo a se fazer. A verdade é que não consigo raciocinar direito quando estou com raiva. E como você sabe, a minha raiva não some tão fácil assim, não mesmo. Mas agora que a poeira abaixou eu te peço mais um vez, desculpa-me. Por cobrar muito de você, por exigir muito. Mas é que essa coisa de sentir é nova pra mim. Eu sempre dou um jeito de escapar. Mas dessa vez foi apenas mais uma tentativa frustada. Eu, um polo negativo, sempre sou atraído até você, meu polo positivo."
— Querido John



quinta-feira, 25 de abril de 2013

Às vezes me lembro dele. Sem rancor, sem saudade, sem tristeza, Sem nenhum sentimento especial a não ser a certeza de que, afinal, o tempo passou. Nunca mais o vi, depois que foi embora. Nunca nos escrevemos. Não havia mesmo o que dizer. Ou havia? Ah, como não sei responder às minhas próprias perguntas! É possível que, no fundo, sempre restem algumas coisas para serem ditas. É possível também que o afastamento total só aconteça quando não mais restam essas coisas e a gente continua a buscar, a investigar - e principalmente a fingir. Fingir que encontra. Acho que, se tornasse a vê-lo, custaria a reconhecê-lo.


terça-feira, 23 de abril de 2013

Acho que quando queremos seguir de verdade com a vida, devemos largar ao máximo possível do nosso passado. Nos afastar de tudo que nos traga lembranças, lembranças ruins, e que hoje só fazem nos machucar. E é isso mesmo que devo fazer, deixar o meu passado de lado e começar de novo. Vou tratar de fazer isso agora, pois amanha já pode ser tarde demais.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

“Tudo que vai volta. Essa é a lei universal da vida. Se damos um abraço, receberemos um abraço. Se fazemos alguém feliz, um dia uma pessoa nos tirará gargalhadas. Porém nem sempre a vida é justa, não é mesmo? As vezes damos amor, mas não o recebemos de volta. As vezes recebemos uma bofetada, e temos que revidar com a outra face: dando um pouco de carinho. A vida é um eco. Um espelho, que as vezes funciona de forma incoerente, desalinhado, desajustado, desconfigurado.”

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Seja bem vindo Abril


sexta-feira, 29 de março de 2013


“Um dia você vai encontrar o homem da sua vida. Seu melhor amigo, sua alma gêmea, aquele que você poderá contar seus sonhos. Ele vai tirar seu cabelo dos olhos. Te enviar flores quando você menos esperar. Ele vai ficar admirando você durante os filmes, mesmo que ele tenha pago 18 reais para assistir. Ele vai te ligar para dizer boa noite só porque ele sente sua falta. Ele vai olhar no fundo de seus olhos e dizer: ”Você é a garota mais bonita do mundo.” E pela primeira vez em sua vida, você vai acreditar.” 




domingo, 24 de março de 2013

“Posso não ficar na sua vida pra sempre, mas quero que esse tempo que eu ficar eu faça valer a pena. Que eu faça valer a pena cada sorriso, cada lagrima, cada madrugada que viramos conversando. Espero não me tornar apenas uma lembrança para você, não quero ser lembrada como um relacionamento que não deu certo. Quero que se lembre de mim como a pessoa que te amou mais que tudo, mas mesmo assim não foi o suficiente, quero que se lembre de mim como a pessoa que abriu a mão de tudo por você. Mas infelizmente não sobrevivemos só do amor, por isso essa carta, por isso não somos mais um do outro. Mas saiba você será lembrado por mim como a pessoa que marcou minha vida, como a pessoa que escrevi a minha única e verdadeira historia de amor, aquele amor que muitos ainda não conheceu, aquele amor que faz valer a pena cada lagrima derramada. A partir do momento que você for embora, do meu pensamento você não irá sair, e vou brigar comigo mesmo por não conseguir tirar você do meus pensamentos. E essa será a minha nova rotina, afinal meu ponto fraco sempre será você.”

terça-feira, 19 de março de 2013

“Só eu sei o quanto o tempo passou. Eu senti isso. Pude sentir a dor, a cada dia que passava. Te procurava em todos os lugares, esperando que você aparecesse e dissesse que tudo ia ficar bem, mesmo sabendo que não ia acontecer. Passei noites sem dormir. Não suportava ficar na minha cama e me lembrar de todas as noites em que dormimos juntos. Eu me sentia vazio, sem vida. Não conseguia andar pela minha casa, pois eu conseguia me lembrar que falei com você em todos os cômodos da casa. Me lembrava da sua voz, do seu sorriso, do seu olhar. Eu sinto falta de ouvir a sua voz. Eu ainda me lembro dela, como se tivesse ficado gravada na minha cabeça. Não consegui apagar nada. Eu quis, talvez assim conseguia te esquecer.. mas sempre eu acabava vendo uma conversa nossa, uma foto sua, um sms seu. Tudo passava pela minha cabeça. Eu chorava porque eu queria aquilo de volta. E chorava mais ainda porque sabia que não ia voltar.”

segunda-feira, 18 de março de 2013


“Me diga que está triste, eu consolo. Me diga que nunca foi tão feliz, eu concordo. Me ame ou me odeie. Me mande pra puta-que-o-pariu ou me convide pra ir com você. Exploda na minha cara ou se derreta na minha mão. Deixa eu te ver morrendo de tanto rir ou com vergonha das olheiras de tanto chorar. Só não me esconda o rosto. Me abrace, me esmurre, me lamba ou me empurre. Só não me balance os ombros. Não me perturba assistir tua dor nem acompanhar teu gás. Te ver mais ou menos realmente me incomoda. Mais ou menos não rende papo, não faz inverno nem verão, não exige uma longa explicação. É melhor estar alegre ou estar triste, mais ou menos é a pior coisa que existe.”

quarta-feira, 13 de março de 2013


Quando pensava em parar, o telefone tocou. Então uma voz que eu não ouvia há muito tempo, tanto tempo que quase não a reconheci, (mas como poderia esquecê-la?) uma voz amorosa falou meu nome, uma voz quente repetiu que sentia uma saudade enorme, uma falta insuportável, e que queria voltar, pediu, (…). Se podia voltar, insistiu, para sermos felizes juntos. Eu disse que sim, claro que sim, muitas vezes que sim, e aquela voz repetiu e repetia que me queria desta vez ainda mais, de um jeito melhor e para sempre agora.

sábado, 9 de março de 2013


“Mas eu sou tradicional. Sou convencional, apesar de não ser normal. Se eu me corto, eu sangro. Se bato o dedo no pé da mesa, dói.

Sou uma pessoa comum. Acredito no até que a morte nos separe e também no eterno enquanto dure. Acredito que, se eu sou capaz de ser fiel, alguém mais pode ser. Acredito que eu não sou uma laranja, mas preciso da minha outra metade pra me sentir inteira.

Valorizo as pequenas atitudes, assim como condeno pequenas mancadas. Sou rancorosa, guardo por anos uma coisa que me magoou de verdade. Sei perdoar. Passo por cima dos erros pra ficar junto das pessoas que eu gosto. Tenho meus limites. O primeiro deles é meu amor-próprio.

Perdoo uma vez, porque errar é humano. Perdoo duas porque o ser humano é estúpido às vezes. Mas não posso viver perdoando porque isso seria incompetência minha.”

segunda-feira, 4 de março de 2013

..Quem é que nunca teve um Marcelo, um Felipe, um Ricardo, um André ou um Alexandre na vida?
Tudo bem, pode ser uma Juliana, uma Ana, uma Patrícia ou uma Aline…
Paquerar é bom, mas chega uma hora que cansa!
Cansa na hora que você percebe que ter 10 pessoas ao mesmo tempo é o mesmo não ter nenhuma, e ter apenas uma, é o mesmo que possuir 10 ao mesmo tempo!
A “fila” anda, a coleção de “figurinhas” cresce, a conta de telefone é sempre altíssima. Mas e ai? O que isso te acrescenta? Nessas horas sempre surge aquela tradicional perguntinha: Por que aquela pessoa pela qual você trocaria qualquer programa por um simples filme com pipoca abraçadinho no sofá da sala não despenca logo na sua vida??? Se o tal “amor” é impontual e imprevisível que se dane! Não adianta: as pessoas são impacientes! São e sempre vão ser! Tem gente que diz que não é… “Eu não sou ansioso, as coisas acontecem quando tem que acontecer.” Mentira!
Por dentro todo ser humano é igual: impaciente, sonhador, iludido… Jura de pé junto que não,mas vive sempre em busca da famosacara metade! Pode dar o nome que quiser: amor, alma gêmea, par perfeito, a outra metade da laranja… No fim dá tudo no mesmo. Pode soar brega, cafona… Mas é a realidade.
Inclusive o assunto “amor” é sempre cafonérrimo. Acredito que o status de cafona surgiu porque a grande maioria das pessoas nunca teve a oportunidade de viver um grande amor. Poucas pessoas experimentaram nesta vida a sensação de sonhar acordada, de dormir do lado do telefone, de ter os olhos brilhando, de desfilar com aquele sorriso de borboleta azul estampado no rosto…
Não lembro se foi o “Wando” ou se foi o “Reginaldo Rossi” que disse em uma entrevista que se a Marisa Monte não tivesse optado pelo “Amor I love you” e que se o Caetano não tivesse dito “Tô me sentindo muito sozinho..” eles não venderiam mais nenhum disco.
Não adianta, o publico gosta e vibra com o “brega”.
Não adianta tapar o sol com a peneira. Por mais que você não admita: você ficou triste porque o Leonardo di Caprio morreu em “Titanic” e ficou feliz porque a Julia Roberts e o Richard Gere acabaram juntos em “Uma Linda Mulher”; existe pelo menos uma música sertaneja ou um “pagodinho” que te deixe com dor de cotovelo; quando você está solteiro e vê um casal aos beijos e abraços no meio da rua você sente a maior inveja; você já se pegou escrevendo o seu nome e o da pessoa pela qual você está apaixonado no espelho embaçado do banheiro, ou num pedacinho de papel; você já se viu cantando o mantra “Toca telefone toca” em alguma das sextas-feiras de sua vida, ou qualquer outro dia que seja; você já enfiou os pés pelas mãos alguma vez na vida e se atirou de cabeça numa “relação” sem nem perceber que você mal conhecia a outra pessoa e que com este seu jeito de agir ela te acharia um tremendo louco; você, assim como nos contos de fada, sonha em escutar um dia o tal “E foram felizes para sempre”
Bem , preciso continuar?
Ok, acho que não… Negue o quanto quiser, mas sei que já passou por isso, e se não passou, não sabe o quanto esta perdendo….”O problema de resistir a uma tentação é que você pode não ter uma segunda chance”
“Falo a língua dos loucos, porque não conheço a mórbida coerência dos lúcidos.”

sexta-feira, 1 de março de 2013


"Eu poderia te ligar. Chamar no msn com a desculpa boba de ter errado de janela ou mandar uma simples sms dizendo que sinto a sua falta. Poderia mandar as indiretas mais diretas possíveis, onde só faltaria ter o teu nome. Eu poderia dizer que você mudou a minha maneira de pensar, agir e me relacionar. Que você conseguiu fazer comigo o que todos achavam impossível - Ser uma pessoa melhor. Poderia te implorar para voltar e não sair mais de perto.Poderia… Mas deixa assim. Estou bem do jeito que está. Se você se acostuma - Vou me acostumar."

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

“E mais uma vez, eu abri uma página sua de uma rede social e fiquei olhando sua foto. Como eu já sorri olhando praquilo, você não tem idéia. Mas das ultimas vezes, infelizmente não era sorrindo que eu olhava, era com desanimo, com saudade e mágoa misturadas. Porque você tinha que morrer? Porque você tinha que matar tudo que eu sentia? Me obrigar a morrer também. Me obrigar a fingir estar viva pra todo mundo. Me obrigar a não chorar, quando tive vontade de chorar. Vontade de te esmurrar, te dizer que você é um idiota, um babaca, um cretino, um fraco, nunca passou disso. Nunca uma piada sua foi engraçada, nunca você me surpreendeu. Nunca. Mas eu não consigo deixar de pensar em você, a cada dia, a cada ato meu. E quando eu procuro outras pessoas, eu procuro imaginando você me vendo. E tendo ódio de mim. Porque eu quero que sinta ódio. Porque ódio significa alguma coisa, e é melhor que indiferença. Você que já foi tudo, já foi minha esperança, foi meu futuro imaginado, hoje não é nada. Não passa de uma foto numa rede social. Se eu vivo bem sem você, porque eu continuo te olhando? Porque eu sempre volto aqui? Porque eu ouço musicas que falam de tristeza? Por quê? Você não vale isso. Mas eu faço. Eu continuo fazendo. Como uma cerimônia de luto, eu sigo a risca. Mas acontece que você não morreu de verdade, do jeito que eu preferia que morresse. Você está ai vivo, vivendo sua vida, fazendo suas coisas, feliz, tranqüilo, sem sentir minha falta, sem olhar minha foto em rede social. Porque eu não consigo? Porque você não podia ser alguém? Eu esperei muito de você? Não. Eu não esperei nada, eu entendi tudo, eu entendia o que ninguém entenderia. Eu respeitei. Eu fiz como você quis. Tudo. Eu me anulei. Eu deixei de me amar, pra todo meu amor ser só seu. Eu voltei atrás. Eu chorei, eu pedi desculpas, eu aguentei besteiras. Aguentei tudo. Ajuntando do chão, migalhas do seu carinho, migalhas do seu amor. Do seu jeito explosivo e calmo. Um dia me amando como se a terra fosse acabar depois da meia noite. No outro dia um desconhecido me pedindo pra tratá-lo como qualquer um, por favor. Você é meu personagem favorito. O dono de todos os meus textos, de todas as minhas histórias. O dono da curvinha das minhas costas. E eu tenho que dizer isso agora, só pra uma foto numa rede social. Porque você morreu na minha vida. Você pediu demissão, seu cargo era o de presidente, era membro honorário do conselho, tinha tapete vermelho e eu me vestiria até de secretária se te agradasse. E você pediu demissão, sem aviso prévio nem nada. Me diz agora? Como viver bem? Como sobreviver, sem essa ponta de angustia? Eu sou feliz, cara. Eu sou feliz demais. Mas eu sou infeliz demais, quando penso em você. Quando penso no que poderia ser, no que poderia ter sido. Eu sei que não dá. Eu nem quero que dê. Não quero mais. Mas não sei o que fazer com esse nó. Vai passar né? Eu sei. Com o tempo eu não vou mais olhar sua foto, nem sofrer, nem pensar o quanto é infeliz tudo o que aconteceu. Tomara que passe logo. Porque a vontade de te ressuscitar as vezes, me domina.”

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Saudade é amar um passado que nos machuca no presente. É uma felicidade retardada. É deitar na rede e ficar lembrando das ardentes reconciliações depois de brigas homéricas por motivos desimportantes. Sente-se falta de detalhes, como uma toalha no chão, dias chuvosos, da cor dos olhos. A saudade só não mata porque tem o prazer da tortura.
Saudade é o amor que não foi embora ainda, embora o amado já o tenha feito. Ter saudade é imaginar onde deve estar agora, se ainda gosta de vinho bordeaux, se chorou com a derrota do Grêmio no campeonato nacional, se tem tratado aquela amigdalite. E quando a saudade não cabe mais no peito, se materializa e transborda pelos olhos.
Por que a saudade é o muro de Berlim desmoronado no chão, capaz de agregar opostos, como a tristeza e a felicidade em uma coisa híbrida. Se você tem saudade é sinal que teve na vida momentos de alegria com ela ou ele! No fim das contas, a saudade que agora lhe maltrata nada mais é que uma dívida sendo paga em longas 36 prestações pelo amor usufruído. Agora aguenta…

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

"Eu não faço a menor ideia de como esperar você me querer. Porque se eu esperar, talvez eu não te queira mais. Eu não queria ir embora e esperar o dia seguinte porque cansei dessa gente que manda ter mais calma. E me diz que sempre tem outro dia. E me diz que eu não posso esperar nada de ninguém. E me diz que eu preciso de uma camisa de força. Se você puder sofrer comigo a loucura que é estar vivo, se você puder passar a noite em claro comigo de tanta vontade de viver esse dia sem esperar o outro, se você puder esquecer a camisa de força e me enroscar no seu corpo para que duas forças loucas tragam algum equilíbrio  Se você puder ser alguém de quem se espera algo, afinal, é uma grande mentira viver sozinho, permita-se. Eu só queria alguém pra vencer comigo esses dias terrivelmente chatos."

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Seja bem vindo Fevereiro


.....E que venha cheio de esperança
Não que seja tudo fácil que caia em nossas mãos mas que venha carregado de algo mais fé naquilo que tanto esperamos que aconteça e que aconteça que venha flores que venha espinhos mas se vier que sejam passageiros ....Esperança de que tudo aconteça ou pelo menos que fiquemos a torcida para que seja tudo aquilo que sonhamos tanto e vai ser.




quarta-feira, 30 de janeiro de 2013


“Eu me sufoco sozinha algumas vezes, mas acho que tudo isso é porque eu sinto muito sua falta. É, vai ver é isso mesmo. Eu sinto falta de passar metade da madrugada esperando o telefone tocar ou ouvindo sua voz até pegar no sono. E de ficar horas e horas conversando com você. Sinto falta de quando você não me deixava dormir ou de quando pegava no meu pé por eu comer o tempo todo, ou não comer. Sinto falta de conversar com você o dia inteiro e ainda sim sentir saudade. Sinto falta de ser tão sua. Sinto falta do seu ciúme, de todas as vezes que você me chamava de “minha”. Eu sinto falta de quando o telefone tocava durante a tarde e era você. Sinto falta de pegar no seu pé,de te falar qualquer coisa sem sentido só pra passar meu tempo. Eu sinto falta de não querer mais ninguém, de não precisar mais de ninguém. Eu sinto falta de como você me fazia ser melhor. Eu sinto falta do cheiro que eu sentia sem ao menos te tocar, sinto falta de ficar sorrindo sozinha com as coisas idiotas que você dizia; Sinto falta de fazer as brincadeiras mais bobas do mundo com a sua cara e depois pedir pra beijar sua boca… Eu sinto falta de acordar de manhã com você me dizendo bom dia e me pedindo pra ficar mais um pouco. Eu sinto falta das suas formas insuportáveis de me irritar e como você sempre conseguia me tirar do sério, de quando eu podia ser completamente eu só por estar com você. Eu sinto falta de não ter que fingir nada, de não ter medo de dizer as coisas… Sinto falta de como você me entendia tão bem mesmo que eu não dissesse uma só palavra. Sinto falta de brigar e depois ter aquelas reconciliações que faziam meu coração acelerar. Sinto falta de dizer que vou lamber sua boca e de quando suas palavras me faziam te xingar; e de discutir sobre a televisão ou sobre filhos. Sinto falta daquelas coisas idiotas que você fazia ter tanto sentido. Eu sinto falta de sentir você bem perto, só por ouvir sua voz do outro lado do telefone; eu sinto falta de quando você era tão você que o resto do mundo desaparecia, de quando a sua presença era maior que a ausência e de quando eu não tinha medo de nada enquanto ouvia sua voz. Eu sinto falta de chamar seu nome durante a madrugada e te ouvir respirar fundo e sinto falta, principalmente, de quando aquela nossa música tocava e meu coração batia mais rápido. De quando minha mão suava e eu sabia que era você. Eu sinto falta de quando eu podia chorar sem ter medo de estar completamente sozinha, ou sem chão, sem fé. Eu sinto falta de mim, do que eu era quando estava com você. Eu sinto falta até de me sentir maior e menos complicada, ou complicada demais, mas de uma forma que você sempre desvendava tão bem. Eu sinto falta, droga! Eu sinto muita falta. Eu sinto falta de fazer qualquer coisa idiota e poder correr pros seus braços ou tentar fugir deles, eu sinto falta de tudo. De tudo o que eu era, de tudo o que eu queria ser. Eu sinto falta de me sentir a pessoa mais forte do mundo, de não cair, recair, ter medo. Eu sinto… sinto… Tudo. Ou nada. Às vezes é um vazio enorme e outras vezes eu sei exatamente o que preenche isso tudo. Eu só sinto falta, muita falta. Eu sinto falta da sua voz de sono, do seu orgulho, do seu jeito de me mimar ou tentar não me fazer sentir a pior pessoa do mundo.Eu sinto falta de não me sentir a pior pessoa do mundo o tempo inteiro. Eu sinto falta de tudo. De mim, de você, de nós.


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013


Hoje eu Morri na tragédia em Santa Maria, não eu não Morri Fisicamente não! 
Morri quando vi no noticiário um bombeiro chorar e for retirado das atividades por não ter condições emocionais de continuar ali. 
Morri quando as pessoas fizeram piada da dor e do sofrimento das famílias.
Morri porque os seguranças não deixaram as pessoas saírem por falta de pagamento da comanda.
Morri por causa da negligência dos donos, sem querer culpar ninguém, mas se eu não falar isso nunca vai acabar.
... Morri quando um pai ficou na porta da boate por mau pressentimento, e quando viu o acontecido tentou entrar pra salva-la e foi impedido por que não tinha pagado a entrada.
Morri quando mais um bombeiro falou que a telefone no bolso dos mortos não paravam de tocar e isso doía na alma dele.
Morri por que 233 famílias serão mutiladas com a ausência dos filhos, irmãos, primos [...]
Morri por que ali em 233 sonhos , 233 futuros pais , 233 futuros médicos ,eram 233 humanos
Morri quando uma namorada foi acordado pelo bip do celular no meio da noite era uma mensagem dizendo : ‘’Estou morrendo , sei que não vou conseguir sair seja forte Te amo ‘’
Morri porque as pessoas são tão desumanas a ponto de pensarem mais no dinheiro do que nas vidas.

domingo, 27 de janeiro de 2013


“Toda mulher precisa de um melhor amigo. Não um namorado que também é melhor amigo. Toda mulher precisa de um homem na vida, que a vê como irmã. Precisa de uma voz masculina na hora de querer ouvir algo mais grosso e mais dolorido. Precisa de uma imagem de irmão mais velho, quando tudo estiver dando errado. Toda mulher precisa de um melhor amigo pra se apoiar e se espelhar. Pra se sentir segura quando brigar com o amor da sua vida, pra poder chorar quando se sentir abandonada, pra conversar de madrugada, pra contar suas experiências e tirar dúvidas sobre papo de homem. Toda mulher precisa de um idiota, babaca, grosso e mau-educado cara do lado, para quando for largada por quem ama, ele a segurar. Toda mulher precisa de um cara forte, para poder se sentir segura. Toda mulher precisa de um melhor amigo na hora da insanidade, para compartilhar a dor de ser mulher, aprender o que se passa na cabeça dos homens do mundo. Toda mulher precisa de alguém que a veja muito mais que irmã, amiga, namorada. Precisa de um, apenas um alguém que a veja como tudo ao mesmo tempo, sem maldade de deitar em uma cama e dormir abraçados só por sentir dor. Toda mulher precisa de um melhor amigo quando está carente, quando quer rir, quando quer brincar. Toda mulher precisa de um cara que aceite assistir um filme de mulher, quando o resto não querer. Toda mulher precisa de um melhor amigo, só pra poder acordar e ter a certeza de que mesmo feia, sem maquiagem, com bafo e descabelada, será vista igualmente como se ela estivesse arrumada, cheirosa, maquiada.”

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Tornou-se pedra, a menina que um dia foi flor. A pedra é rígida, a flor, desfalece com facilidade, a pedra é resistente, a flor, murcha. É complexo e doloroso o processo de metamorfose pelo qual todos estão submetidos diariamente. Os dias mais se parecem com campos de batalha, muitas vezes, olhamos para trás e só vemos morte, tocamos nossa pele e nos deparamos com as feridas que se formaram ao longo das batalhas. Nasce flor e morre pedra. A essência se vai; a pureza, a esperança, e até mesmo a fé, se vão, com o tempo, o tempo é implacável, a vida, é como um campo de concentração, uma espécie de laboratório, onde todos nós somos testados. Somos obrigados pela vida a deixar o doce, o frágil, o agradável, para assumir um papel amargo, forte e desgostoso. Se envolveu de armadura de pedra a pessoa que tem a alma de vidro, e que se machuca com facilidade. Cada um adota a sua estratégia, para livrar toda dor do coração. A grande verdade da vida é que todos que tem aparência de pedra, sempre terá, coração, alma e espírito de flor.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui para satisfazer as delas. Temos que nos bastar, nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém. As pessoas não se precisam, elas se completam, não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013


Que venha mais um janeiro e desta vez sem lágrimas,sem noites perdidas tentando resolver problemas sem solução.Que o próximo janeiro seja cheio de brilho e sorrisos, com noites muito bem dormidas,e sorrisos estampados no rosto. Então que venha mais um janeiro.