Páginas

quarta-feira, 2 de outubro de 2013


E finalmente eu olhei para meu lado direito e não vi ninguém que poderia me fazer mal naquela noite. Voltei para meu lado esquerdo, no desespero que estivesse ali e notei que sempre havia um novo caminho para seguir. E sorrir. Sorri como quem espera que um sorriso cure tudo, afaste todo o mal, faça uma manhã mais feliz, uma tarde menos vazia, uma noite menos dolorosa.

E finalmente eu lacei a minha sorte com corda forte e laço frouxo, sem prender demais, para ela querer ficar aqui para sempre…

Nenhum comentário: