Páginas

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

“Quanto ao amor? O amor… não basta ter alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar muito pequeno: queremos o AMOR, todinho maiúsculo. Queremos visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar a luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de um outro jeito.

É o que dá ver tanta televisão…
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista”


Um comentário:

Bell disse...

Oi Fran

eu tb quero um amor assim, daqueles que qdo briga manda flores.
Me surpreenda com delicadezas.
Ai ai