Páginas

domingo, 29 de abril de 2012


“Tentei, juro que tentei. Não pensar mais em ti, ou relembrar das ligações da madrugada. Tentei desistir de sonhar com o nosso antigo nós, pois é, tentei. Tentei não lembrar mais das nossas risadas ou das nossas tardes embaixo dos grossos pingos de chuva que faziam nossos beijos tornarem-se suaves. Tentei amenizar a dor da sua perda. Tentei esquece-te. Tentei. E falhei. Como já é de costume. Tentei não lembrar das tardes em que passávamos horas apenas deitados um em frente ao outro em nossa cama, nossa antiga cama. Tentei te esquecer. Tentei. Tentei não lembrar daquela sua mania de não dormir sem meias, tentei esquecer das noites em que dormia com a sua camiseta, que particularmente, ficava muito melhor em mim. Tentei apagar as lembranças das tardes ensolaradas ao seu lado. Tentei esquecer das tardes em que planejávamos nosso futuro. Tentei esquecer o nome dos nossos filhos. João Arthur e Sophie, lembra? Fora tão difícil chegarmos a uma única conclusão. Tentei esquecer as lembranças que me desfazem aos poucos, tentei. Juro, eu tentei apagar as lembranças das noites estreladas que passamos juntos, tentei. Tentei apagar as tardes em que passamos nos amando naquela antiga “nossa” cama, que hoje, apenas habita a mim. Tentei, tentei apagar as lembranças do dia em que você se fora, tentei, juro que tentei. Mas falhei, como sempre. Não consegui, como sempre acontece. Então, por que não desprendes de mim? Por que não deixas essa nostalgia ir-se embora? Por que não me deixa esquecer-te? Me deixa pelo menos tentar, deixa. Deixa pelo menos uma vez, depois você pode voltar a abtar meus pensamentos, mas me deixa, uma vez, por favor, somente uma vez, me deixa tentar.”

sábado, 28 de abril de 2012




No silêncio do meu quarto.
Eu conto sem medo, 
tudo aquilo que escondi durante o dia inteiro, 
pro meu amigo travesseiro.
Querido John.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Por favor, só não esquece que eu ainda lembro de você, que eu ainda tenho seu nome na minha agenda e em quase todas as folhas do meu caderno, que seu cheiro ainda está na minha blusa e que a aliança que eu me recusei a devolver está em um colar que sempre levo comigo. Eu faria tudo por você. Eu tenho medo de que acabe, mesmo que não tenha sobrado nada. […] Eu ainda penso em você antes de dormir. Não esquece de mim. Não esquece meu telefone, meu nome, meu endereço. Não larga o carinho em qualquer esquina e esqueça como tudo começou. Não esquece que eu não quero que você vá, mesmo que seja necessário. Você é parte de mim. Eu não guardo mágoa, só tem amor aqui dentro de mim. Amor e dor. Não esquece que eu ainda abriria a porta se você resolvesse voltar. Não esquece disso, porque o resto só depende de você.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Lembra de quando a gente conversava? Todo santo dia, eram horas seguidas e o assunto parecia inacabável. Você precisava de mim, e eu? Dependia de você pra respirar, se não for muito exagero. E por falar em exagero, a que ponto chegamos nós… Hoje somos perfeitos estranhos um para o outro, e para piorar, da ultima vez que conversamos preciso dizer que não te reconheci, e que facilmente te confundiria com uma pedra de gelo. As coisas mudaram, mais do que imaginava e bem mais do que eu gostaria. Onde será que encontro uma máquina do tempo? Ou melhor, onde será que encontro aquele que você costumava ser antes? Seja lá o que tenha acontecido, peço que tragam-me de volta.

quarta-feira, 11 de abril de 2012


Eu disse,
"Por favor, fique,
Dê ao nosso amor uma chance por um dia mais."
Nós poderíamos ter resolvido as coisas,
Dar tempo, é disso que se trata o amor...
Mas você enfiou uma flecha
Através dos meus sonhos,
Através do meu coração.
E estou de volta onde eu comecei, novamente,
Nunca pensei que isso acabaria...


domingo, 8 de abril de 2012

Coelhinho da Páscoa, que trazes pra mim?



Muito mais que os deliciosos chocolates, coelhinhos, ovos, a Páscoa celebra a Vida Nova, Ressurreição de Jesus Cristo para salvar dos pecados a humanidade.

Cristo nos deixou uma lição de amor para ser espalhada pelo mundo inteiro, independente de raça, religião ou classe social.

Que o coelhinho da Páscoa traga muito amor no coração, caridade, paz e compreensão.


Uma Páscoa iluminada



sexta-feira, 6 de abril de 2012


Por mais elegante, chique e bem comportada que uma mulher seja, ela vai se descabelar toda por causa de um vagabundo. É, ela vai descer do salto quando tiver ciúmes, vai chorar litros de lágrimas quando brigar com ele, vai dizer palavrões, coisas bizarras, mandá-lo para onde o sol não bate. É assim mesmo. Sempre irá haver uma sofisticada dama que morrerá de amores por um belo vagabundo.

~ A Dama e o Vagabundo


quinta-feira, 5 de abril de 2012

Enquanto a chuva molha meu rosto ela esconde a minha lágrima que insiste em tocar o chão. Enquanto o frio toma o meu corpo eu aprendi sem a gramática que saudade não tem tradução. Eu preciso tanto de você, o seu amor é o que me faz crescer e conhece como a própria mão, cada medo do meu coração. Hoje pensei tanto em nós dois que não podia deixar pra depois e eu vim aqui só pra dizer que eu sou louco por você. Que eu sou louco por você.


~ Rosa de Saron