Páginas

sábado, 27 de julho de 2013


"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim."

quinta-feira, 25 de julho de 2013

E você ainda se lembra de todos os momentos, não é? Você ainda se lembra das risadas. Você ainda se lembra das brincadeiras. Você ainda se lembra de cada palavra dita, em cada segundo. Você sonha com a volta dele. Você sonha todos os dias com ele. Você faz de tudo para ele voltar. Só que ele não volta. E pode nunca mais voltar. Você passa por ele na rua, e todo aquele passado volta em sua cabeça. O tempo passa… Você conhece outras pessoas. Você acha que se apaixonou por outra pessoa… Mas quando está olhando para o nada, é nele que você está pensando. Quando você fala qualquer coisa, você se lembra dele. Quando você pensa em qualquer coisa, você pensa nele. Quando você pensa que tudo acabou, todo aquele sentimento volta. E ele volta com tudo. Te deixa nas nuvens. Te deixa com aquele sorriso bobo, enquanto está pensando… nele. Se lembra das conversas de vocês dois? Se lembra como você ria em todas elas? Se lembra dos abraços? Se lembra dos olhares? Se lembra dos sorrisos? Isso pode não voltar. Isso pode ter ido embora pra sempre.
Você pode lutar para isso voltar. Mas essa sua luta pode não funcionar. Ah… se não funcionar? Pelo menos diga que tentou. Diga que fez de tudo. Mas você tem que ter feito algo.
Vai doer se não funcionar? Vai machucar? Você vai chorar? Sim, isso tudo vai acontecer. Mas já está acontecendo a mesma coisa, não está? Você está aí agora, sentindo falta dele. Mas e se funcionar? Já parou para pensar? E agora… quer tentar fazer ele voltar, ou não? Não se esqueça: A escolha, é sua. Só sua.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

“Sabe quando você imagina ter encontrado algo que faça sua vida valer a pena? Eu me sinto assim nos últimos dias. O problema é a numerosa lista de coisas indo contra as minhas vontades, embora eu saiba que o mundo não é um mar de rosas. Só que, quando você cria um propósito, espera pelo menos ter a chance de colocá-lo em prática. Não estou reclamando diretamente da vida por não me abrir os braços e me dar todo o conforto, pois sei que o que vem fácil também vai ir embora fácil. Mas a espera me deixa ansiosa e até receosa de certos acontecimentos. Realmente quero entender o que se passa a minha volta com as pessoas que eu julgo serem importantes pra mim. Encontrar um amor que valha a pena compartilhar cada segredo, desde a infantilidade até a safadeza. O meu propósito, entretanto, gira em torno de me por para frente. Seguir o rumo, vida nova e escolhas novas. Não é fácil se livrar de velhos hábitos e erros, mas eu devo conseguir. Se parar para notar os pequenos detalhes da vida, a gente percebe que a vida não é difícil. Nós complicamos, nós destruímos e nós desistimos. E o meu real medo é que, embora tenha percebido isso depois de muito tempo, não consiga me livrar desse velho hábito idiota de errar e desistir. Eu realmente quero seguir em frente, mesmo que tudo desmorone sobre meu caminho e construa muros. Porque o sentimento de ter encontrado algo que valha a pena nessa vida não se vê em qualquer esquina ou bar. Não posso deixar meus sonhos e vontades irem por água abaixo por ser humana e assim, ser fadada a desistir e complicar tudo no final.”

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Julho, seja bem-vindo


Que julho me traga todos os sorrisos que junho me roubou.Que venha com bons ventos que me traga sorte e amor,que não me deixe sofrer por favor.Que esse mês tudo dê certo!!!