Páginas

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Ando com uma saudade que não tem tamanho, enorme...
Será que uma dia ela se cansa e vai embora?!

Um comentário:

* verinha * disse...

Fez-me lembrar da música do Peninha, a qual eu adoro, em que diz: "Mas não tem revolta não.. Eu só quero que você se encontre em ter saudade até que é bom..."
Raríssimas são as vezes, mas a saudade tem horas que até é bom sentir, quando são de doces lembranças!

Super beijinho em seu coração Franciele!


*verinha*