Páginas

terça-feira, 15 de junho de 2010


Hoje eu falo de silêncio. Eu, que amo as palavras, hoje fico nos espaços brancos e nas entrelinhas. Fico ausente, estou ausente.
(...)Tenho falado muito em minha vida, tenho escrito talvez demais. Nem sempre acerto o tom, nem sempre encontro as palavras.

- Lya Luft

Nenhum comentário: