Páginas

terça-feira, 5 de abril de 2011


Sou uma garota frágil, muitos já perceberam isso. Me machuco e choro facilmente. Parece que chorar me faz “desabafar” mas em lágrimas. Sem fazer som algum. Apenas água e sentimentos. Ando também me machucando muito, me entregando muito, amando muito, e por fim, sofrendo muito. Mas que culpa tenho eu? Se eu só quero “tentar” viver, mas no final sempre acabo me ferrando. Já sofri por amor, afinal, que garota nunca sofreu não é? Pensando que iria ser para sempre, mas como não existe conto de fadas, esse lance que chamamos de “amor” acabou. Me entreguei muito a isso, chorei, me machuquei, desabafei, e o meu travesseiro ficou molhado de tantas lágrimas de dor. Mas como já disse, acabou. É só mais um fim. É só mais um castigo. Mas depois virão outros. Outros e outros amores e ilusão. Eu só quero uma pessoa que preencha o vazio que você não ocupou. É só mais uma noite para insistir. Quero que ela seja meu passado e o meu futuro. Enfim, que ela seja a minha razão de viver. Que ela se torne única. Para sempre. Bom, para sempre nem “sempre” existe. Quero que ela vive o tempo necessário comigo. Que seja eterno. Enquanto durar. Apenas isso. Consegue me acompanhar?

Um comentário:

Will disse...

Oi Fran,
És uma frágil flor, mas não menos bela nesse jardim da vida.
Abç