Páginas

segunda-feira, 8 de novembro de 2010


Eu queria sair por aquela porta e encontrar alguém. Assim sem precisar procurar na multidão. Alguém que me levasse ao cinema e, depois de um filme sem graça me roubasse gargalhadas. Alguém que segurasse a minha mão e tocasse meu coração; que não me prendesse, não me limitasse, não me mudasse. Alguém que me roubasse um beijo no meio de uma briga e me tirasse a razão, sem que isso me ameaçasse; que me dissesse que eu canto mal, que eu falo demais e que risse das vezes que eu fosse desastrada. Alguém que me olhasse nos olhos quando falo, sem me deixar intimidada. Alguém com qualidades e defeitos suportáveis. Que não fosse tão bonito e ainda assim eu não coseguisse olhar em outra direção. Alguém que me encontrasse até quando eu tento desesperadamente me esconder do mundo. Eu queria sair por aquela porta e conhecer alguém imperfeito. Feito pra mim :)

Nenhum comentário: